PREPARE-SE: Banda RockNow promove dia 14 de agosto uma Live em homenagem ao Sérjão

A RockNow comunica que está preparando uma grande homenagem ao amigo Sérjão, professor, baixista e um dos fundadores da banda, que faleceu no dia 12 de março de 2021, por complicações da Covid-19.

-A matéria continua depois da publicidade-

LIVE
No dia 14 de agosto, será uma live em homenagem ao amigo Sérjão, o cara mais rock ́n roll banda, e arrecadar recursos para o Pedroca. Filho do nosso baterista Brunão, tem paralisia cerebral devido ao zicavírus, e precisa de um andador especial que custa R$ 40 mil.

Acompanhe na página oficial da banda, uma série de Episódios contando a história da RockNow.

Episódio 1
A banda RockNow está na estrada há muito tempo. E seus integrantes vêm trilhando o caminho da música desde que se conheceram, alguns há mais de 20 anos. O que os une? A música, principalmente o rock falado em português e que revolucionou os costumes nos anos 80. A década só não foi perdida por que havia o rádio… Mas há uma tristeza. Sérjão, o baixista e um dos fundadores da RockNow, faleceu devido à Covid. Foi um dos milhares de brasileiros que sucumbiram à doença nestes tristes tempos. A banda vai fazer uma live em homenagem ao amigo, companheiro e paizão de todos no dia 14 de agosto. Por aqui, vamos rever as lembranças desse tempo bom, que todos estávamos juntos. A live também será uma forma de arrecadar recursos para o Pedroca, filho do nosso baterista Brunão, que tem microcefalia. Família é assim, amigos: juntos em todos os momentos, e um ajudando o outro.

Episódio 2
Job, o vocalista da RockNow, fala no legado de Sérjão para a banda. Além de todo o trabalho dedicado à música, sua paixão, não poupou esforços a realização da primeira live do grupo, realizada ano passado, também em prol do Pedroca. “A gente sabe que, se a gente não fizer algo, não for atrás, ele ia ficar muito puto! Ele lutou muito por essa banda”, lembra. Essa homenagem é pra você, irmão Sérjão!

Episódio 3
Guitarrista da RockNow, Léo lembra com alegria dos tempos iniciais da banda. Altos e baixos foram encarados como aprendizado da vida e a construção de um caminho que tem a música como guia. O final do ano passado, com a Live do Pedro, trazia uma esperança de dias melhores, com uma possível retomada dos shows para quando fosse possível. Mas não deu tempo. A Covid levou Sérjão, o amigo-irmão de tantos anos, tantas músicas, tantas histórias. “Antes de sermos uma banda, somos um grupo de amigos. Conheço o pessoal desde sempre. Jogávamos futebol de botão juntos!”, lembra. Mas a vida precisa seguir. E é como uma homenagem que Léo assume o contrabaixo da RockNow, instrumento era do Sérjão. Assim como o baixo é o pulso de uma banda, Sérjão pulsava a RockNow. Não dá para substituir. Mais do que um lugar vago na banda, ficará para sempre um vazio no coração.

Episódio 4
A família RockNow é unida e está sempre junta. Essa união se mostra tanto na hora de escolher o repertório quanto na convivência entre os integrantes da banda. Prova disso é a mobilização em torno do Pedroca, um lindo garotinho, filho do baterista Brunão. A mãe do Pedroca, Marília, contraiu o zikavírus durante o surto de 2015. A microcefalia levou à paralisia cerebral, e ele tem limitações de movimento nos braços e pernas, e problemas de postura e fala. Mas nada tira seu sorriso ou a alegria da família a cada conquista. Desde o início, a RockNow tem ajudado a família. Agora, a live em homenagem ao Sérjão também vai arrecadar fundos para o Pedroca. O objetivo é comprar um andador especial, NF – Walker 2 S, importado e feito sob medida, que custa aproximadamente R$ 40 mil. “Queremos fazer uma live diferente, como uma estrutura um pouco maior”, conta Brunão. O objetivo é homenagear o amigo Sérjão, grande parceiro, maior responsável pela live realizada no ano passado, que também ajudou Pedroca. “O que vamos fazer, porém, ainda é pouco para tudo o que representava”.

Episódio 5
Qual o tamanho de uma amizade? Impossível dizer. Mas o telão que será usado na live em homenagem ao Sérjão terá 8×6 metros. Algo ainda não visto em apresentações semelhantes na região. Contestador, eclético, rock and roll. É assim que o amigo, o guitarrista Paulim, lembra de Sérjão, que conheceu ainda adolescente em Orlândia. Foram anos de uma amizade forjada entre sonhos, realizações e muita música.“Dos cinco aqui, era o que tinha mais atitude”, afirma Paulim. Como seguir em frente? Com boas lembranças, muita saudade e homenagens ao irmão que se foi tão cedo.

Episódio 6
Difícil falar de alguém tão presente conjugando os verbos no passado. Os depoimentos com os integrantes da banda RockNow foram cheios de emoção e com a presença marcante do Sérjão. Vai ser difícil fazer o show com tanta gente se lembrando do amigo que estava sempre ao lado.“Ele vai estar presente”, acredita o vocalista Job. “A hora que eu olhar pro baixo, ali, e não ver o Sérjão, vou derreter total!”. Que chegue logo o dia 14 de agosto. Uma data marcante para todos que gostam da RockNow. Vamos fazer uma grande celebração à vida! Contamos com a participação de todos nessa corrente para ajudar o Pedroca. Ele precisa muito! Entre nas nossas redes sociais e saiba mais sobre a live Viva Sérjão!

Episódio 7
“Tudo vai ser pensando no Sérjão”, diz o guitarrista Léo. A live é uma homenagem e também uma forma de honrar a memória do amigo, que tanto se empenhou no evento do ano passado. A RockNow realizou sua primeira live em dezembro, como forma de arredar recursos para ajudar o Pedroca. “Ele tinha um grande carinho pelo Pedro, o Brunão e sua família”, conta Léo.Entre nas nossas redes sociais e saiba mais sobre a live Viva Sérjão!

Episódio 8
BrunoPai do Pedroca, Brunão não esquece da força e do trabalho do Sérjão na realização da Live do Pedro, em dezembro. “Era o cara que corria atrás”, lembra o amigo. “É um cara que faz muita falta pra gente e pra RockNow”.

Episódio 9
Generosidade era a marca do Sérjão, diz o guitarrista Paulinho . Ele conta que assistiu ao amigo ir de porta em porta em empresas de Orlândia para fazer a Live do Pedro, em 2020. “Ele era o grande capitão da RockNow. Não dá pra aceitar que a vida é só isso: parece ele continua aqui com a gente.

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.