Novacidade.com News - Orlândia - Notícias - Fotos
FTTh Telecom
Orlândia

Projeto do SAMU é aprovado em Orlândia

Compartilhar

Por Giovanna Romero

A Câmara de Orlândia recebeu, na última segunda-feira (29), os protetores de animais da cidade, que estavam presentes na ocasião pelo projeto de lei que propõe o Dia Municipal do Protetor de Animais. Além disso, foram debatidos outros projetos e assuntos de interesse da população.


O projeto nº “18/2018”, de autoria da vereadora Marcia Belato, altera a lei nº 4.108 e institui o Dia Municipal do Protetor de Animais, a ser comemorado, anualmente, no dia 29 de outubro. Os parlamentares aprovaram por unanimidade e debateram sobre a importância desses colaboradores – presentes no local.

-A matéria continua depois da publicidade-


“De fato é relevante demais o que vocês fazem para os nossos animais, porque o poder público não dá conta”, disse o vereador Tiago Cavasini. “É um problema que não é só de Orlândia, é nacional, e que se não fosse o trabalho de vocês ele seria muito pior”, concordou o vereador Rodrigo Alves – e completou: “Criar um dia para vocês é o mínimo que nós podemos fazer e é uma forma da sociedade, todo ano, se lembrar da necessidade de controlar os animais e de promover o trabalho voluntário de vocês”.


Em seguida, o projeto de lei nº “30/2018”, de autoria do poder executivo, também foi aprovado por unanimidade, autorizando “o poder executivo municipal a promover a adesão do município de Orlândia ao serviço de regulação médica do SAMU 192 – regional de Franca”.


A presidente da câmara Michele Junqueira explicou que o prefeito Vado propõe para este projeto que o SAMU se instale na cidade. O vereador Murilo Spadini disse que a proposta “visa atender e dar armas à Secretária da Saúde para sanar as necessidades da população”.


Ainda durante a apresentação dos projetos, o de nº “31/2018”, de autoria do poder executivo, também foi aprovado por unanimidade, em que “altera a lei n°. 3.958, de 4 de fevereiro de 2014, que criou o Conselho Municipal de Esportes (CME), o Fundo Municipal de Esportes (FME)”.


A presidente Michele disse que o projeto vai incentivar o esporte em Orlândia e que poderá ser conseguido mais recurso para a área. O vereador Rodrigo Alves finalizou o debate dos projetos solicitando mudança também no Conselho Municipal de Saúde, para que volte a ser deliberativo.


O vereador Murilo Spadini iniciou a palavra livre solicitando à Secretária da Saúde e à Prefeitura Municipal a realização de ações em prol da campanha Novembro Azul. “A campanha nasceu para conscientizar a população masculina sobre os riscos de câncer, formas de prevenção e as maneiras de diagnosticar a doença”, disse Spadini.


O vereador também parabenizou a Cooperlol pelo projeto Coleta Seletiva – Uma realidade em sua cidade, pedindo para que a população se conscientizasse na hora de separar o lixo, “porque reciclar ajuda a conservar o meio ambiente, melhora a qualidade de vida e gera trabalho”, finalizou.


O vereador Rodrigo Paixão pediu soluções para o problema da falta de água na cidade. “A população precisa de água na torneira com responsabilidade”, disse. Ele também solicitou ao secretário da saúde uma atitude em relação ao atendimento das ambulâncias, por reclamação dos munícipes. “Eles alegam que, no primeiro momento, não tem ambulância, mesmo que foi ganho ambulâncias”.


Na sequência, o vereador Rodrigo Alves falou sobre a situação da Lagoa de Tratamento e Esgoto de Orlândia, que vem incomodando os moradores pelo mau cheiro. “Eu estive na CETESB na semana passada e peguei a informação que, no dia 19 de julho de 2018, foi feita uma visita técnica na lagoa”, lendo, em seguida, o documento da CETESB em relação ao que vem acontecendo no local.


“Houve o questionamento quanto ao funcionamento da estação da elevatória de esgotos e a presença de funcionários do DAE no local – ‘verificamos que as bombas da estação elevatória não encontravam-se no local. Essas encontravam-se em manutenção, dessa forma verificamos que estava ocorrendo o lançamento contínuo de esgotos em natura no Ribeirão do Agudo, via extravasor. Houve aplicação de penalidade de multa à Prefeitura Municipal de Orlândia por ocasião dessa visita da CETESB e motivou a aplicação de outras penalidades em razão do acompanhando histórico do mau funcionamento do sistema de tratamento de esgoto do município”.


“Aquele mesmo extravasor que eu mostrei nas redes sociais, que estava jogando esgoto em natura, continua. Está aqui, provado em documento da CETESB, em mãos”, disse Rodrigo. “Nós temos que tomar uma atitude e uma das formas é aplicar o dinheiro público nisso. Usar o dinheiro como tem que ser usado. Parar de usar em festa, um milhão e 680 mil reais, e aplicar no saneamento básico da cidade”.


“Orlândia está sendo multada porque está jogando esgoto a céu aberto. Enquanto isso gasta-se também com publicidade e propaganda. Em dois anos da atual administração já foi gasto um milhão e 220 mil reais. Se somarmos esse dinheiro com o das festas dava para fazer outra estação de tratamento e dava para reformar a estação de água e esgoto”, finalizou.
A presidente da Câmara Michele cumprimentou os servidores público pelo seu dia, comemorado em 28 de outubro, e falou sobre a operação recape na cidade. “Na semana passada foi realizada no Jardim Julio Bucci, na Vilinha. Essa semana vai ser feito o recape no Distrito Industrial”.


Ela terminou a sessão ordinária cumprimentando a diretora da Escola Maria Aparecida e toda a sua equipe pelo 5º lugar da aluna Ana Beatriz, do 9º ano, no projeto EPTV na Escola. ►

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: