Alerta! Orlândia tem risco de epidemia de dengue

A ADL (Análise de Densidade Larvária) realizada pelo Controle de Vetores de Orlândia no mês de janeiro, reforça o alerta para riscos de infestação de larvas do mosquito Aedes aegypti, com 5,51 pontos no IB (Índice Breteau).

-A matéria continua depois da publicidade-

Os resultados indicam que todos os bairros da cidade estão dentro do risco de epidemia. De acordo com o Ministério da Saúde, o índice de tranquilidade é 1,0 ou menos. Acima do nível de 1,5 há risco de epidemia no município.

Neste momento o apoio e conscientização da população são essenciais, já que cabe principalmente às famílias o combate aos criadouros do mosquito responsável pela transmissão da dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Durante a ADL foram coletadas amostras em imóveis escolhidos aleatoriamente por toda a cidade, conforme sorteio no SisaWeb (sistema de informação da SUCEN) . Foram vistoriados 508 imóveis.  Larvas foram coletadas em: vaso de planta, depósito de água, saco de lixo, tambor, balde, bebedouro de consumo animal, lata, ralo, pneu, prato de planta, lona, pote plástico e bandeja plástica.

O IB de 5,51 indica que em Orlândia a cada 100 imóveis, existem aproximadamente 6 focos de proliferação do Aedes aegypt.

Um outro índice também preocupante é o IP, Índice Predial, que em janeiro ficou em 3,74 ou seja, a cada 100 imóveis aproximadamente 4 estão com focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Vale lembrar que na ADL, conforme preconizado pelo Ministério da Saúde, são vistoriados somente imóveis residenciais ou comercias.

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.