Projeto Agenda Cultural reúne alunos das Oficinas de Artes para contação de histórias

Durante o mês de junho, o Projeto Agenda Cultural, reuniu alunos das Oficinas de Artes dos núcleos de Guaíra, Ipuã, Orlândia e Miguelópolis do Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça – IORM, em encontros literários para contação de histórias fortalecendo o trabalho de aproximar crianças, adolescentes e jovens dos livros. As ações foram ministradas de maneira transversal com os conteúdos oferecidos pelas Oficinas de Artes. Conduzidas por tia Teca, a contadora oficial de história  da Biblioteca Comunitária Energia do Conhecimento as sessões foram parte das ações de promoção diárias de incentivo à leitura voltadas aos alunos dos projetos do IORM, escolas públicas e privadas, organizações do Terceiro Setor e comunidade, para o desenvolvimento integral, a garantia de acesso ao mundo das fantasias e imaginação e o incentivo à leitura.

Os alunos das Oficinas de Artes Usina da Dança e Oficinas de Literatura do núcleo do IORM em Guaíra participaram da intensa programação oferecida pela Biblioteca durante todo o mês, que incluiu contação de história, roda de conversa e o exercício da criação de diferentes desfechos para os livros, além das brincadeiras contadas, além de oficinas de leitura do Projeto Agenda Cultural.

-A matéria continua depois da publicidade-

Em Miguelópolis, as ações promovidas de 24 a 27 de junho chamaram a atenção dos alunos para a importância da leitura e a sua grande influência como estímulo à imaginação. Para Mudar O Mundo de Patrícia Engel Secco e O Brilho de Maria, de Cidinha Pardini foram as obras de referência selecionadas para o trabalho desenvolvido junto às turmas 2, 3, 4 do período da tarde. Já as turmas 1C e 1D do período da tarde compartilharam a leitura do livro Caraoquê, o Caracol da Coleção Sonho e Fantasia, de Gerusa Rodrigues Pinto. “As alunas tiveram a oportunidade de dialogar sobre os conteúdos das histórias que trouxeram para a roda, reflexões sobre conceitos como boas ações, virtudes, bondade, solidariedade e inteligência.”, define Tia Teca.

As ações para alunos de Miguelópolis aconteceram, também, no dia 28 de junho reunindo alunos das turmas 2 e 3 do período da manhã com a dinâmica de apresentação e a roda de conversa sobre a adaptação da coletânea dos textos. A programação envolveu os alunos participantes do projeto Ler é Bom, Experimente! de Laé de Souza. Tia Teca foi responsável pela contação das histórias A Menina do Corredor e Encontrei a Alegria, da autora Berenice Bueno de Sena, do projeto Amanhã Gente Grande. O encontro foi finalizado com a declamação de pequeno poema.

Ipuã recebeu a visita da Tia Teca no dia 27 de junho. Os alunos das Oficinas de Artes Usina da Dança do núcleo do IORM Ipuã assistiram às contações de histórias, participaram de rodas de leitura, de conversa e de brincadeiras cantadas. Para a turma 1 da manhã foi apresentada a contação de história O Brilho de Maria de Cidinha Pardini e para a turma 2 manhã, foi trabalhado o texto Como Encontrei a Alegria, de Berenice Bueno de Souza, que integra o Projeto Amanhã Gente Grande. “Destacamos as boas ações da protagonista da história e, os momentos de angústia vividos.”, ressalta Tia Teca.  Para o trabalho realizado com a turma da tarde, o tema escolhido, foi O Anjo Azul de Gerusa Rodrigues Pinto da coleção Sonho e Fantasia. Os alunos participaram, também da interpretação do enredo das obras As Aventuras da Ratinha e Macaco Danado de Júlia Donaldson.

Como parte desse trabalho de abrangência regional, Orlândia foi a última cidade a receber as atividades, no dia 30 de junho. Tia Teca da Biblioteca reuniu os alunos para trabalhar os textos Como Encontrei A Alegria, história escrita por Berenice Bueno de Sena, do projeto Amanhã Gente Grande; A Colcha de Retalhos de Conceil Corrêa da Silva, da Coleção recebeu a visita da Tia Teca Viagens do Coração. “As duas obras foram selecionadas por tratarem com linguagem simples, daquilo que é mais caro ao ser humano: os sentimentos de  amor, carinho, gratidão, a tristeza e a  saudade”, explica Tia Teca.  A programação seguiu com a roda de leitura do livro Uma Latinha Diferente de Julinho Sertão.

Para a leitura, as alunas escolheram a história de Gigi o Girassol, de Gerusa Rodrigues Pinto da Coleção Sonho e Fantasia. Tiveram oportunidade de acompanhar a contação os períodos da manhã e da tarde para os alunos das turmas 1A, 2A e 3. Após as contações de histórias as turmas foram convidadas a participar da interpretação dos textos, para melhor compreensão do conteúdo apresentado. A turma 3 se debruçou sobre a crônica A Menina do Corredor, de autoria de Laé de Souza, que é parte do projeto Ler é Bom. Tia Teca e os alunos se dedicaram a dramatizar o texto, o que que contribui para a ampliação do repertório cultural, o desenvolvimento da linguagem oral e corporal. A dramatização foi apresentada para outras turmas.

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.