Prefeito de Franca ignora Doria e flexibiliza quarentena a partir deste sábado

Mesmo com o Governo do Estado mantendo Franca na fase Vermelha do Plano São Paulo, o prefeito Alexandre Ferreira (MDB) resolveu peitar as determinações do governador João Doria (PSDB) e liberar tudo em Franca, já a partir deste sábado, 6, após reunir com representantes da ACIF (Associação do Comércio e Indústria de Franca), CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas) e Sindicato do Comércio Varejista.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, será um “retorno gradual das atividades do comércio em geral”, a ser detalhado em decreto do prefeito que será publicado neste sábado. Mas bares já anunciam em seus perfis nas redes sociais que estarão abertos até as 22 horas.

-A matéria continua depois da publicidade-

De acordo com o prefeito, será publicado no Diário Oficial deste sábado, um decreto estabelecendo os critérios para a flexibilização, visando o funcionamento do comércio. O prefeito Alexandre Ferreira afirmou estar há 1 mês e cinco dias na Prefeitura e, com a ajuda de todos, fez muito mais do que foi feito nos dez meses anteriores de pandemia.

“Se lá atrás, tivessem tido atitude, de verdade, Franca estaria em uma situação bem melhor. Mas fomos eleitos para resolver problemas e é o que estamos fazendo”. Alexandre Ferreira explicou que dobrou o número de leitos de UTI, passando de 60 para 113 leitos, contado com os 8 instalados no Pronto-Socorro. Destacou as mudanças realizadas no atendimento do Pronto-Socorro, inclusive a compra de oxigênio, a realização de mais testes, reforço na fiscalização e a criação da Central de Monitoramento de pacientes em recuperação domiciliar. “Nestes últimos dias, a população nos ajudou e conseguimos reduzir os índices de transmissão da doença e de casos confirmados. Mas ainda há muito para reduzir”, disse.

O prefeito alertou que o fato de autorizar medidas de flexibilização para os setores, não representa queda no trabalho de fiscalização ou o relaxamento de medidas de prevenção a doença. “Quero deixar bem claro que construímos isso junto com os setores produtivos. Se os índices piorarem, teremos que restringir. Estiveram comigo reunidos, antes dessa tomada de decisão, setores representativos de nossa economia, do comércio e serviços. Ouvimos todos, eles assumiram esse compromisso. É indispensável que cada pessoa também faça a sua parte”, pediu Alexandre Ferreira.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.