Após sair do Ministério da Saúde, Teich agradece Bolsonaro e diz que deixa ‘plano pronto’

O médico pediu demissão antes de completar um mês como ministro. Um dos motivos seria a discordância com Bolsonaro sobre o uso da cloroquina no tratamento contra a Covid-19. Em pronunciamento na tarde desta sexta-feira, o ex-ministro não detalhou os motivos de sua saída, agradeceu ao presidente e afirmou que deixa um ‘plano pronto’ para auxiliar estados e municípios. O general Eduardo Pazuello ocupa interinamente o comando da pasta.

Veículos, jornalistas e analistas estrangeiros comentaram a saída do ministro da Saúde que ficou menos de um mês no cargo. Além da instabilidade ministerial, outro ponto destacado nas análises e reportagens foram as medidas de combate ao coronavírus do governo brasileiro.
Foto via @nytimes

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.