Orlândia avança para Fase Laranja mas bares, salões de beleza e academias ainda continuam fechados

O prefeito Vado anunciou que Orlândia entra, na próxima segunda-feira (24), para a Fase-2/Laranja, conhecida também como Fase de Controle. “Graças às medidas tomadas, poderemos finalmente reabrir o comércio, área que foi muito penalizada com a pandemia”, explica.

Lojas, imobiliárias, concessionárias de veículos e escritórios poderão ficar abertos durante 4 horas diárias, entre 8h e 18h, cabendo ao comerciante decidir o melhor horário para seus funcionários e clientes. Vale lembrar que é necessário deixar visível na porta do estabelecimento o horário de funcionamento escolhido, assim como continua obrigatório o uso de máscaras, medidas de higiene, distanciamento social e o máximo de 20% da capacidade total de clientes dentro do local.

-A matéria continua depois da publicidade-

Na segunda-feira, a Prefeitura Municipal de Orlândia vai divulgar o novo decreto com todas as informações.

Ainda continua proibida a abertura de bares, restaurantes e similares: esses podem funcionar apenas com serviço de delivery. Outros locais como salões de beleza, barbearias, academias de ginástica, eventos, atividades culturais e qualquer atividade que gere aglomeração não sofrem nenhuma flexibilização e continuam fechados. Vado acredita que “há a esperança de que em breve esses estabelecimentos também possam voltar à normalidade”.

O prefeito aproveitou para ressaltar a importância do isolamento social e pediu a colaboração de toda população para que não faça festas, aglomerações, use máscara e álcool em gel. “A ajuda de todo mundo é muito importante para que juntos possamos enfrentar a pandemia e logo chegarmos a fases ainda melhores”.

Fase Laranja
Orlândia retorna a Fase Laranja com a atualização do plano de flexibilização divulgado nesta sexta-feira. O Governo de São Paulo organizou o território do Estado em 17 divisões regionais.

Foram estabelecidos cinco critérios para a classificação das regiões:
• ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs);
• total de leitos por 100 mil habitantes;
• variação de novas internações, em comparação com a semana anterior;
• variação de novos casos confirmados, em comparação com a semana anterior;
• variação de novos óbitos confirmados, em comparação com a semana anterior.

O critério que tem maior peso na classificação de cada região é a variação de novas internações (peso 4), seguido pela taxa de ocupação de UTIs (peso 3).

Esses critérios definem em qual das cinco fases de permissão de reabertura a região se encontra:
Fase 1 – Vermelha: Alerta máximo
Fase 2 – Laranja: Controle (na qual Orlândia agora está incluída)
Fase 3 – Amarela: Flexibilização
Fase 4 – Verde: Abertura parcial
Fase 5 – Azul: Normal controlado

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.