Aluna da EMEB Coronel Orlando é premiada no concurso EPTV na Escola

A Aluna Brenda Caroline Lopes Timóteo da Silva, da EMEB Coronel Francisco Orlando, da cidade de Orlândia, conquistou o 9º lugar, no Concurso de Redações do Projeto “EPTV na Escola”. Sua redação teve o título “A conexão da vida” e a aluna foi orientada pela Professora Gabriela Sampar Rocha de Moraes.

-A matéria continua depois da publicidade-

Embasado no tema proposto para o ano de 2020: “A Tecnologia que melhora o mundo, melhora mesmo a minha vida?”, Brenda Caroline fala em sua redação, sobre o momento em que vivemos de pandemia e como a tecnologia auxiliou na aproximação durante o período de distanciamento social.

EPTV NA ESCOLA

TÍTULO: Conexão da Vida

POR: Brenda Caroline Lopes Timóteo da Silva


A conexão da vida

Desde o início do isolamento social, percebi o quanto o toque e o calor humano são de extrema importância para agasalhar e deixar quentinhos os nossos corações. Antes da pandemia, eu passava a maior parte do meu tempo no celular e na televisão, deixava de lado os que eram íntimos, mais chegados a mim. Com a tecnologia, aproximei-me de quem estava distante e me afastei dos que sempre estiveram próximos, perto de quem eu realmente sou. Podia contar tudo sobre a vida de vários famosos, mas era incapaz de enxergar verdadeiramente quem morava dentro da minha própria casa.

Quando, inesperadamente, defrontei-me com a obrigação do isolamento, fiquei inquieta, com medo, receosa, como se uma ameaça voasse impetuosa sobre mim. A possibilidade de perder as pessoas que eu amo, principalmente minhas avós, que fazem parte do grupo de risco, fizeram-me refletir o que eu tinha me tornado até aquele momento: cativa, dependente do Facebook, do WhatsApp, do Instagram, do celular, da tecnologia. Havia deixado escapar da minha consciência que o tempo estava passando, eu crescendo e minhas avós começando a partir. 

Apesar disso, seria incoerente negar que a tecnologia tem me amparado neste momento, não só em meus estudos, pois sem o celular e a internet não poderia continuar cursando o nono ano e nem estar participando deste concurso de redação, mas, principalmente, porque hoje ela é o único fio que conecta minha família ao meu tio. Ele está com câncer, internado em um hospital e não podemos visitá-lo. São as chamadas de vídeo diárias que agora nos unem, que levam os nossos abraços, ainda que virtuais, a ele, que trazem serenidade as nossas almas, atenuam nossa saudade e nos dão a esperança de que logo tudo estará bem. 

Da tecnologia, espero sinceramente o progresso rápido para cura da doença do meu tio. Ver o sofrimento da minha mãe e dos meus primos é penoso demais para mim. Desejo também que uma vacina eficaz seja desenvolvida e que ela chegue rápida a todas as pessoas do mundo, pondo fim, de vez, à Covid19 e às infinitas angústias e incertezas que ela tem nos causado. Mas, para minha vida, entendi que o que realmente preciso é me manter sempre ligada às pessoas que eu amo, envolvida em abraços que nunca correm os riscos de perder a conexão.

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.