Novacidade.com News - Orlândia - Notícias - Fotos
PPA na Hípica
Orlândia

IORM certifica alunos de Orlândia no Projeto Sustent´ARTE

Compartilhar

 

Vinte e quatro novos profissionais adquiriram habilidades na área de marcenaria e vários deles já conquistaram seu espaço no mercado de trabalho, como contratados por empresas ou microempreendedores. Prova do talento é a exposição de móveis e peças produzidos com paletes que estão a venda  ao público no Núcleo Oswaldo Ribeiro de Mendonça de Orlândia, o Castelinho, até o dia 11 de dezembro. 

O Projeto Sustent´ARTE veio para mudar conceitos sobre as possibilidades de utilização dos paletes de madeira. Comumente empregados como embalagem, os paletes são descartados logo após seu uso.  Porém, na noite de 29 de novembro as pessoas que visitaram o Núcleo Cultural Oswaldo Ribeiro de Mendonça de Orlândia, o Castelinho para a cerimônia de entrega de certificados aos alunos da primeira turma do Projeto surpreenderam-se com a exposição de  móveis e objetos produzidos ao longo de um ano do curso gratuito.

Escrivaninhas, mesas, nichos, portas retratos e muitos outros objetos com formas harmônicas e design avançado demonstraram como a técnica bem empregada pode transformar esses dejetos de madeira em peças para decoração.

O Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça – IORM entregou o certificado para 24 formandos do Projeto, que realiza o reaproveitamento de pallets e embalagens de madeira com foco em qualificação profissional e possibilidade de inserção de mais pessoas no mercado de trabalho. Os formandos também são  certificados pela participação nas aulas de manuseio do maquinário do Senai.  O IORM selecionou a cidade de Orlândia para receber a primeira turma do curso que, certamente, será um case para o Brasil.

-A matéria continua depois da publicidade-

Foi uma cerimônia que emocionou formandos, familiares e realizadores do Projeto. “Acredite, choro sempre que vejo as fotos da formatura. O quanto da ajuda do IORM mudou meu rumo de vida, um gesto simples, jamais esquecido, obrigado por tudo!!!”, declarou o formando Igor Silva  nas redes sociais.

Classificado como uma das cinco melhores práticas socioambientais do País, reconhecido pela comissão técnica do 15º Benchmarking Brasil, o Projeto Sustent´ARTE é uma realização conjunta da empresa Colorado Comércio de Máquinas Agrícolas Ltda , do Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça – IORM e da Prefeitura Municipal de Orlândia. São parceiros do Projeto a Escola Senai Luiz Scavone – Itatiba – Linha de Produtos, o Sesi Ribeirão Preto e a Escola SENAI- Eng. Octávio Marcondes Ferraz – Ribeirão Preto.

Participaram da entrega dos certificados o diretor do Sesi Ribeirão Preto, Álvaro Alves Filho; a supervisora Regional de Qualidade de Vida do Sesi, Ivania Maria Filippi Novo, a coordenadora de Qualidade de Vida do Sesi Ribeirão Preto, Fabiana Romero; a agente de Relações com o Mercado, Renata Bernardino Buccioli e a agente de Atividades de Responsabilidade Social do Sesi Ribeirão Preto, Cristiane Cordeiro da Silva.

“O Projeto Sustent´ARTE é um orgulho para todos nós. Recentemente estive em São Paulo, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – Fiesp, apresentando o Sustent´ARTE como exemplo de sustentabilidade, a empresas e especialistas em meio ambiente. Agora, falando em exemplo, eu quero dizer que exemplo mesmo quem dão são vocês conquistando esse certificado. Exemplo de que vale a pena investir na capacitação das pessoas, exemplo de que sempre é possível ter esperanças, exemplo de que é possível superar obstáculos. Tenho certeza de que além de profissionais exemplares, também são cidadãos exemplares. Gente que faz a diferença e aponta o caminho.”, declarou a coordenadora do Conselho do Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça – IORM, Maria Inês Marcório Guedes Moreira de Carvalho, que representou a fundadora do Instituto, Josimara Ribeiro de Mendonça. O gerente Executivo do Instituto, Rafael Albuquerque Braghiroli também esteve presente.

Entre os patrocinadores do Projeto, o Grupo Colorado foi representado pelos coordenadores administrativos, Valter Marcos Lorenti da Usina Colorado e por Antônio Carlos Zufellato da Colorado Comércio de Máquinas .

“Para a Colorado Máquinas é um prazer poder apoiar e participar essa iniciativa ao mesmo tempo inclusiva do ponto de vista social, como também inovadora do ponto de vista da reciclagem e responsabilidade ambiental. A ideia inicial de Douglas Montefeltro e de Marcelo Carlos Eder foram os motores desta iniciativa, não podemos deixar de registrar e agradecer a eles também.  Some-se capacidade de gestão séria e competente do IORM com a dedicação de ambos para transformar a necessidade de dar destinação correta a resíduo incômodo como a sobra de pallets recebidos nas atividades da Colorado, e ainda apoiar o desenvolvimento e inclusão de pessoas, e o resultado não poderia ter sido diferente.”, destaca o gerente Geral de Negócios da Colorado Máquinas, João Carlos Falaschi

Cabe destacar a insubstituível participação realizadora do SESI, que garante aos envolvidos a seriedade do trabalho, e a qualidade da instrução oferecida com segurança nas tarefas didáticas.

Vale muito a pena dedicar atenção, esforços e recursos para que possamos ter um futuro melhor”.

“Esses alunos são mais que especiais! Tenho certeza que colhemos e colheremos grandes frutos desse lindo processo de aprendizagem. O evento foi um marco para uma nova etapa, onde alguns alunos já estão alçando voos, rumo a abertura de uma Associação. O projeto não só transformou paletes em objetos de arte e decoração, como também transformou vidas.”, destacou a agente de Atividades de Responsabilidade Social do Sesi Ribeirão Preto.

O encerramento do curso não é símbolo de finalização, pelo contrário, é a abertura de uma nova possibilidade profissional para os alunos. Alguns já estão empregados, outros tornaram-se microempreendedores individuais. Enquanto isso, outros deles agora organizam-se para formar uma associação e conquistar espaço com uma capacitação bastante específica e de grande aceitação no mercado.

Sete formandos: Adriana Cristina dos Santos, Ângela Aparecida Justino Silva, Eliana Cristina de Souza, Eli Pereira Salgado, Floripes da Silva, Igor Eliseu da Silva e Rúbia Cristina Santos Medeiros estão participando do processo para a abertura de uma organização, que poderá vir a ser uma associação ou cooperativa. A ideia nasceu a partir da palestra sobre empreendedorismo, realizada em parceria pelo Sesi Ribeirão Preto e Sebrae Orlândia, que também foi parte da ementa da segunda etapa do projeto.

A ideia ganhou ainda mais corpo após a visita do fundador e presidente da Cooperativa de Catadores de Lixo de Orlândia, Anderson da Silva Nassif ao Projeto. Anderson, que também é membro da Coordenação Estadual do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis, encorajou os alunos a viabilizarem sua Cooperativa, com vistas à sustentabilidade financeira e ambiental.

 

Alunos falaram sobre o Projeto

Durante a formatura, os alunos concluintes tiveram um espaço para falar sobre a importância pessoal de participação no Projeto Sustent´ARTE. Eles agradeceram pela oportunidade de adquirir uma nova habilidade profissional:

 

“No início, quase desisti de participar das aulas do Projeto, mas encontrei forças nos amigos, na professora e no Grupo Colorado para continuar. Hoje estou empregado em uma marcenaria” 

Igor Eliseu da Silva 

 

“Estamos montando uma associação para dar continuidade ao aprendizado empreendedor, entrego o projeto para que todos os que proporcionaram esta oportunidade possam tomar ciência dos passos que daremos a seguir”.

Eliana Cristina de Souza 

 

“Não posso medir esforços para agradecer todos os parceiros do projeto e professora, que nos acompanhou nesse um ano e meio, desenvolvendo habilidades e competências, fortalecendo laços de amizade e companheirismo.”

Marcia Cognetti Freitas. 

 

Exposição

A exposição é composta por peças produzidas nas aulas da primeira fase  do Projeto, como bandejas, varal de fotos, relógios e baús; além de peças cuja elaboração demandam mais técnica e foram feitas pelos alunos que cursaram  a segunda fase do curso. Entre elas, aquelas peças que tinham como diferencial design arrojado, entre elas mesa de centro com acabamento em verniz e marchetaria, aparador, mesa de trabalho, porta joias e bandejas. 

Durante o curso, todos os alunos, cada qual com sua característica própria, aprenderam e desenvolveram técnicas de acabamento diferenciadas. Alguns  se destacaram pela minuciosa atenção aos detalhes. Para outros, o ponto alto foi a técnica de desempenamento.

Muito além do momento das aulas, eles levaram trabalho para casa, trabalhando as peças artesanais, desenvolvendo as habilidades e competências adquiridas ao longo desse processo.

Os alunos Luiz Gomes da Silva e Valdinar Paulo Souza Silva, apontados como artistas natos, apresentam características próprias, desenvolvendo esculturas com o “resíduos do resíduo”. Marcia Cognetti Freitas fez o acabamento da área de churrasco e batentes de sua casa com resíduos de paletes. Leonardo Palma se realiza a cada construção de casinhas de abelha. Outros alunos destacaram-se pela destreza e técnica no manuseio de máquinas.

Entre as habilidades e competências desenvolvidas na segunda fase do projeto destaque para Sustentabilidade, Empreendedorismo, Leitura de desenho técnico avançado, Manuseio de equipamentos e máquinas de marcenaria, Desenvolvimento de móveis e objetos com design avançado, Técnicas de acabamento avançadas, Criação particular de objetos em madeira e Reaproveitamento de resíduos de Pallets.

Comentários

2 Comments

  1. Pingback: Feijoada do Bem 2018 inicia venda de ingressos dia 29 de março | Novacidade News

  2. Pingback: IORM promove Show de Prêmios em Orlândia | Novacidade News

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: