“A farra do boi com dinheiro público” diz Deputado Marco Feliciano

As leis são elaboradas por nós legisladores com a única finalidade de organizar e tornar melhor a vida do maior número de pessoas, no entanto, em alguns casos um determinado grupo de pessoa se apossam da ideia do bem coletivo em favor de minorias privilegiadas, foi o que aconteceu com a lei Rouanet. Essa lei visava proporcionar financiamento público para artistas iniciantes, e folcloristas regionais, alguns gênios obscuros que, por não terem acesso ao grande público, ao contrário artistas consagrados, detentores de fartas bilheterias para seus espetáculos e cobrando altos cachês, mas com uma ganância sobre o dinheiro público, com aquela surrada mania de achar que o dinheiro público não tem dono, é de quem conseguir por a mão, bilhões de reais foram distribuídos, sem o devido prestar de contas, nem mesmo uma prova de que o evento teria sido realizado, num autêntico desperdício do dinheiro do povo que não retornava para o povo. Ao iniciar o Governo do Presidente Jair Bolsonaro os novos responsáveis pela distribuição das verbas destinadas a Lei Rouanet, destaco o Secretário Mário Frias, deram um choque de gestão e destinaram as vultosas verbas para restauração de Museus, Igrejas centenárias, e na área artística prestigiando artistas em início de carreira ou ainda sem acesso a benefícios públicos para a cultura, que até então só atendia artistas figurões das grandes redes de comunicação.

Afim de continuar a investir essas vultosas verbas para financiar artistas sem o crivo do governo federal, partidos de esquerda apresentaram o PL 73/21, que libera R$ 3,8 bilhões de reais do Fundo Nacional de Cultura para fomento de projetos culturais, sob a responsabilidade dos governos estaduais e prefeituras, texto batizado de “Lei Paulo Gustavo”, que foi aprovado no Congresso, mas em boa hora foi vetado pelo Presidente Bolsonaro e espero que o veto seja mantido, para que seja mantido o bom uso do dinheiro público.

-A matéria continua depois da publicidade-

Finalizo pedindo a Deus que nos dê força para estarmos vigilantes ao patrimônio público e que Ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todo povo brasileiro.

Pastor Marco Feliciano

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.