“Voto impresso é imperativo a democracia”, diz Deputado Marco Feliciano

Essa semana é importante para a decisão sobre a PEC do voto impresso na comissão especial criada pela Câmara dos Deputados, vários partidos de oposição se organizaram contra o voto impresso e estão trocando deputados pró voto impresso por contras, com o intuito de barrar a PEC já na comissão evitando o envio para o Plenário da Câmara.


Para termos uma verdadeira democracia tudo começa nas eleições que devem ser absolutamente justas, livres e que não envolvam nenhuma sombra de dúvidas quanto a lisura das apurações, o que não vem ocorrendo, por causa de sérias dúvidas causadas pelos métodos de votação eletrônica, com urnas de modelos ultrapassadas de primeira geração, já estão disponíveis urnas de terceira geração, possíveis de serem acopladas a impressoras que imprimem um comprovante que será guardado num compartimento inviolável e sem contato com o eleitor, mas possível, em caso de necessidade comparar com o resultado e tornar transparente todo o processo.

-A matéria continua depois da publicidade-


Estranho que por coincidência toda a esquerda que foi defenestrada nas últimas eleições e caíram em desgraça perante grande parcela da opinião pública, são os ferrenhos defensores do modelo atual, hermético e sem a mínima condição de ser auditável, com a cumplicidade de Ministros do STF que alegam uma judicialização das eleições, ora, a Justiça existe pra isso e esse tipo de alegação é a negação da própria justiça, se computadores do Pentágono nos EUA, do STJ no Brasil foram hackeados, e no Próprio STE nas últimas eleições retardaram as parciais inexplicavelmente, como podemos acreditar que o sistema é hermético.


Outro argumento apresentado pelo Ministro Barroso do STF, do enorme gasto com as impressoras, cai por terra, quando o Presidente Bolsonaro afirma que já ordenou ao Ministro da Economia a disponibilização do dinheiro,valor irrisório comparado a lisura com que as eleições serão apresentadas ao mundo,que da maneira atual só implantadas em três países, entre eles Butão com 760 mil habitantes, conclamo a todos que exijam de seus representantes na Câmara dos Deputados a aprovação da PEC do voto impresso, para a solidez da nossa democracia e livrar o país do risco de uma eleição fraudada com graves consequências de, como disse José Dirceu, ”não queremos ganhar uma eleição, queremos tomar o poder, e com esse rumoroso caso do tal Daniel e sua chantagem de alto calado prova do risco que corremos de termos um enorme tapetão em 2022″.

Finalizo pedindo a Deus que ilumine nossos deputados da comissão especial para a responsabilidade sobre seus ombros. Que derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos democratas de nosso país.


Pastor Marco Feliciano

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.