Novacidade.com News - Orlândia - Notícias - Fotos
Notícias

Despejo de esgoto no córrego ribeirão do Agudo será resolvido até o final de novembro

Compartilhar
 
 
 
Em nota, a administração Vado disse que a passagem de esgoto que caiu em 2015, na gestão Flávia Mendes Gomes, foi reconstruída. Agora a segunda etapa do projeto é levar o esgoto até a lagoa de tratamento que deve ser finalizada até o final de novembro deste ano.
 
 

A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) investiga o suposto despejo irregular de esgoto no ribeirão do Agudo, problema que acontece desde a administração da ex-prefeita Flávia Mendes Gomes, em Orlândia (SP). Técnicos estiveram analisando a situação no local e a suspeita é de que o problema ocorra porque uma estação de tratamento no bairro da Gruta não está funcionando.

Em nota, a Prefeitura de Orlândia informou que a passagem de esgoto custou R$ 145 mil aos cofres públicos, mas desabou em dezembro de 2015, na gestão Flávia Mendes Gomes, poucos meses após a obra ser entregue. Sem manutenção, bombas, fiação e transformador também foram furtados no ano passado.

De acordo com a administração Vado, a segunda etapa do projeto é levar o esgoto até a lagoa de tratamento, que também precisa ser reestruturada. Uma licitação para contratar a empresa responsável por esse serviço foi aberta nesta quinta-feira, 5 de outubro.

-A matéria continua depois da publicidade-

“Devido aos furtos ocasionados em 2016, será preciso refazer toda a estrutura do local. O valor já foi bloqueado no dia 1º de setembro e a licitação foi publicada na data de hoje, 05 de outubro. Assim sendo, a administração trabalha para que esta segunda etapa esteja concluída até o mês de novembro deste ano”, diz o comunicado.

A presidente da Câmara Municipal de Orlândia, Michele Junqueira, disse em entrevista no Jornal da Clube que tem a total consciência do problema que se agrava desde 2015 e o problema será resolvido pelo governo Vado o mais rápido possível.

Os vereadores Tiago Cavasini e Rodrigo Alves, considerados da oposição, protocolaram a denúncia no Ministério Público e na Cetesb.

Com informações do G1.com/Ribeirão

%d blogueiros gostam disto: