PAME faz combate em três simultâneos focos de incêndio que atingiram pelo menos cinco municípios da região

A intensidade do fogo atingiu lavouras e pastagens, áreas ambientais, fechou rodovias e exigiu evacuação de moradores rurais. O combate, prosseguiu no dia 19 de agosto com efetivo de centenas de brigadistas e dezenas de caminhões bombeiros das Usinas que integram o Plano de Auxílio Mútuo em Emergência – PAME. 

Assim como ocorria combate, em incêndio que consumia a estação ecológica de Santa Maria entre São Simão e Serra Azul e outro incêndio em área de pastagem atormentava quem trafegava na rodovia da cidade de Maria em Barretos, na semana passada, 19 de agosto, desde o início da manhã, o PAME– que reúne as unidades sucroenergéticas: Usina Colorado, Usina Guaíra e Usina Alta Mogiana, com o apoio da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros, Policiamentos Militar, Rodoviário e Ambiental, além do apoio de outras usinas regionais, estiveram juntos no enfrentamento e combate ao primeiro dos três focos de incêndio que destruiu grande área de cultivo e de interesse ambiental, alcançando pelo menos cinco municípios da região: Ituverava, Miguelópolis, Ipuã, Morro Agudo e Guaíra. 

-A matéria continua depois da publicidade-

O primeiro foco de incêndio que teve início conhecido junto às margens da rodovia Anhanguera, entre as cidades de Ituverava e Aramina. O fogo com proporção intensa avançou a sudoeste, ultrapassou o Rio do Carmo e atingiu lavouras de cana, pastagens e outros, desde a origem em Ituverava, passando por Miguelópolis, chegando ao município de Ipuã. A fumaça propagada chegou a interditar por horas o trânsito na rodovia SP 385 entre Ituverava e Miguelópolis. 

Um criador de gado pediu socorro para as equipes PAME, para coibir que o fogo destruísse uma casa na área rural, próxima ao entroncamento da estrada córrego do atalho/lagoa feia em Ituverava – onde moradores já haviam sido retirados, por causa da aproximação do fogo. 

A rapidez e intensidade do incêndio, provocado por ventos, prejudicou que o mesmo tivesse sido rapidamente controlado; onde os combatentes realizaram ações estratégicas para reduzir seu avanço e propagação.  

Este incêndio, ainda sem causa definida, pode ter sido originado por fagulhas que se reacenderam em uma área de vegetação, do incêndio que havia ocorrido poucos dias atrás, próximo ao bairro rural Brejão de Aramina. 

No início da tarde o segundo foco foi comunicado, havido pelo lado direito da Rodovia SP 345 Km 114, entre Franca e Barretos, originado na lavoura Biosev avançou a esquerda até áreas de Morro Agudo. Felizmente este foco foi controlado com maior rapidez. Para fechar a tarde, o esforço de outra frente de brigadistas, atuaram no terceiro foco que ocorrera na região da Santa Maria, frente ao Pindoba – em Guaíra. Um caminhão que fazia manutenção na rede elétrica da propriedade, encravou em área de pasto, patinou sobre capim seco da pastagem, provocando o início do incêndio. 

O contingente do PAME conta com mais 500 brigadistas aptos, 100 veículos bombeiros eletivos, várias câmeras espalhadas – de alto alcance e resolução para cobrir monitoramento de todo o raio de atuação, ronda permanente de veículos para fiscalizar e manter programa de conscientização dos munícipes, entre outras estratégias. 

Mesmo com todos estes os recursos, sendo empregados 24h durante o ano todo, para coibir o início e propagação de incêndios, sejam provocados por força maior, de origem acidental e ou criminosa. Sabe-se que a massa de ar quente e seca que predomina na região durante grande período do ano aumenta a chance das ocorrências e propagação de fogo. 

“Contamos com todo o apoio da comunidade e demais compromitentes com a segurança mútua. Que ajudem do modo possível e seguro, seja avisando por meio dos telefones de pronto atendimento do PAME ou avisando os policiamentos militares, em caso de avistarem formação de fumaça ou movimentação suspeita que demonstre ateamento de fogo.  O corriqueiro fato de algumas pessoas ainda empregarem fogo para eliminarem lixo de seus quintais, motiva ocorrências de incontroláveis focos de incêndios. O incêndio não respeita nada ou ninguém, prejudica a saúde, a segurança alimentar e principalmente o meio ambiente, portanto, prejudica todos e a tudo. Por esta razão, a responsabilidade de coibir incêndios não é só desse ou só daquele, mas sim de todos nós”., afirma José Pedrosa, gerente ambiental do Grupo Colorado. 

Telefones PAME: 

Usina Colorado – (17) 3330-3444 

Usina Guaíra – (17) 3331-9193 

Usina Alta Mogiana – (16) 3810-1345 

20/08/2021 Fonte: Cinegrafista amador / Internet
Fumaça interdita pista entre Ituverava Miguelópolis
20/08/2021 Fonte: Cinegrafista amador / Internet
Fumaça interdita pista entre Ituverava Miguelópolis
Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.