Novacidade.com News - Orlândia - Notícias - Fotos
FTTh Telecom
Morro Agudo

Gaeco e PM realizam buscas na 2ª fase da Operação Eminência Parda em Morro Agudo e região

Imagem ilustrativa1
Compartilhar

Nesta quarta-feira (20), a GAECO e Polícia Militar cumprem 12 (doze) mandados de busca e apreensão nos municípios de Morro Agudo, Orlândia, Sales de Oliveira e Ribeirão Preto, expedidos pelo Juízo de Morro Agudo. Em continuidade as investigações e após celebração de acordo de colaboração premiada com um dos acusados nas ações penais já existentes, sobre a organização criminosa instalada na administração pública do Município de Morro Agudo, foi possível apurar a existência de outros integrantes da mesma organização, cuja célula era formada por empresários, que adiantavam quantias monetárias ao grupo político dominante com a finalidade de contratações futuras pela municipalidade.


Histórico – Operação Eminência Parda
GAECO – Grupo de Combate ao Crime Organizado e a Procuradoria de Justiça, pela Assessoria de Crime de Prefeitos, realizaram, com apoio da Polícia Miliar, no dia 11 de abril de 2018, a fase externa da “Operação Eminência Parda”, que teve por objetivo a apuração de crimes de responsabilidade, corrupção, peculato, fraudes em licitações, lavagem de dinheiro e organização criminosa praticados no âmbito da administração municipal de Morro Agudo-SP.


A investigação, à época, já apontava ações articuladas na alta administração pública do Município. Foram expedidos pela Vara Única da Comarca de Morro Agudo-SP 06 (seis) mandados de prisão temporárias e 18 (dezoito) mandados de busca em face de Secretários Municipais, funcionários, Vereador e empresários locais. A operação contou com apoio de 20 equipes da polícia militar, num total de 60 homens empregados na operação.

-A matéria continua depois da publicidade-


Ações Penais
Até o presente momento, em razão dos trabalhos de investigação do GAECO, tramitam duas ações penais no foro de Morro Agudo, contando com 28 (vinte oito) acusados no total. Atualmente estão bloqueados pela Justiça, para ressarcimento ao erário público, 21 (vinte e um) veículos, o valor aproximado de R$700.00,00 (setecentos mil reais), além de 18 bens imóveis.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: