“Após quase 50 anos a Suprema Corte dos EUA proíbe o aborto”, diz deputado federal Pr. Marco Feliciano

Alô irmãos nesses tempos sombrios pré eleitorais, cabe um reflexão sobre a importância de uma escolha com sobriedade para o cargo máximo de Presidente da República. Nos Estados Unidos da América com a eleição do Conservador Donald Trump e em consequência pôde escolher 3 Juízes da Suprema corte também conservadores, que resultou conseguir formar maioria conservadora na Corte Suprema depois de 49 anos foi suspenso o direto ao aborto que já chegou a ser permitido em qualquer época da gestação, verdadeiro assassinato de crianças totalmente formadas.

Personalidades famosas atores ,cantores e outros levantam a bandeira do aborto apenas por interesses corporativos, onde ONGs estrangeiras financiam programas de planejamento familiar para que países do terceiro mundo baixem os níveis de natalidade para facilitar o domínio político a médio prazo, tendo como alvo principal o Presidente Jair Bolsonaro que cerra fileira no Congresso Nacional com Parlamentares cristãos conservadores contra o aborto, e no próximo mandato poderá exercer o direito de indicar mais 2 Ministros do STF, se com a indicação de apenas 2 já houve mudança imaginemos com mais 2 Ministros no STF em 2023.

-A matéria continua depois da publicidade-


Finalizo pedindo aos irmãos que viralizem esse vídeo, pois, o templo é curto e a oposição esquerdista usa os mais desonestos ardis para ganharem o poder e instalar no país uma república bolivariana alinhado ao Foro de São Paulo.


Pastor Marco Feliciano

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.