Projeto de lei propõe cortar pela metade os salários do prefeito, vice e vereadores de Sales Oliveira

Foi protocolado na última segunda-feira (09/03) na Câmara Municipal de Sales Oliveira o Projeto de Lei nº 15/2020, de autoria dos vereadores Luiz Robert Saia, Alan Felipe dos Santos e Gabriel Sinfrônio, que dispõe sobre a redução salarial do prefeito, vice-prefeito e vereadores pela metade (50%), para a legislatura de 2021/2024. Segundo o autores, o projeto de lei está sendo analisado pelas comissões na Câmara onde deve receber parecer antes de seguir para votação em plenário.

PROJETO DE LEI Nº 15/ 2020 – De 09 de Março de 2.020.

“Dispõe sobre a redução e fixação dos subsídios dos Vereadores Municipais, Presidente da Câmara Municipal, Prefeito e Vice Prefeito de Sales Oliveira para a Legislatura de 2021 / 2024 e dá outras providências.”

-A matéria continua depois da publicidade-

Luiz Roberto Saia, Alan Felipe dos Santos e Gabriel Sinfrônio Vereadores da Câmara Municipal de Sales Oliveira, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais propõe o seguinte projeto de lei:

ARTIGO 1°- Fica o subsídio mensal percebido dos Vereadores da Câmara Municipal de Sales Oliveira , à exceção do que estiver no exercício de sua presidência, a partir de 01 de janeiro de 2021, reduzido em 50% (cinqüenta por cento), correspondendo a R$ 1.835,55 ( Hum Mil, Oitocentos e Trinta e Cinco Reais e Cinquenta e Cinco Centavos) .

ARTIGO 2°- O Vereador que estiver exercendo o cargo de Presidente da Câmara Municipal, a partir de 1º de janeiro de 2.021, terá o subsidio reduzido em 50% (cinqüenta por cento), correspondendo ao valor de R$ 2.116,18 ( Dois Mil, Cento e Dezesseis Reais e Dezoito Centavos).

ARTIGO 3°- Fica o subsídio mensal do Prefeito Municipal de Sales Oliveira , a partir de 1º de janeiro de 2.021, reduzido em 50% (cinqüenta por cento) correspondendo ao valor de R$ 7.057,51 ( Sete Mil e Cinquenta e Sete Reais e Cinquenta e Hum Centavos).

ARTIGO 4º- Fica o subsídio mensal do Vice-Prefeito Municipal de Sales Oliveira,a partir de 1º de janeiro de 2.021, reduzido em 50% (cinqüenta por cento), correspondendo ao valor de R$ 1.835,55 ( Hum Mil, Oitocentos e Trinta e Cinco Reais e Cinquenta e Cinco Centavos) .

ARTIGO 5º – As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão à conta de dotações próprias dos orçamentos municipais.

ARTIGO 6º – Esta Lei entrará em vigor na data de 1º de Janeiro de 2.021, ficando revogadas as disposições em contrário.

Sala das Sessões, 09 de Março de 2.020

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.