Novacidade.com News - Orlândia - Notícias - Fotos
Orlândia

Começa hoje o Espetáculo Usina da Dança – O Pequeno Príncipe

Compartilhar
 
 
O espetáculo será apresentado primeiro em Orlândia até o dia 26 de novembro no Teatro Municipal.
 
 
O Espetáculo O Pequeno Príncipe, que a Usina da Dança, projeto do Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça – IORM, está construindo desde o primeiro semestre deste ano tem início nesta terça-feira. Os alunos do Projeto realizarão a primeira apresentação do espetáculo em Orlândia, no dia 21 de novembro, para mais um Natal Criativo realizado pelo IORM.
 
 
O espetáculo será apresentado em Orlândia, continuamente, até o dia 26 de novembro no Teatro Municipal. Em seguida, a montagem segue para Ipuã, realizando a primeira apresentação do Natal Criativo na cidade, no dia 1º de dezembro no Ipuã Cowntry Clube, Guaíra receberá o Pequeno Príncipe da Usina da Dança no dia 7 de dezembro no Grêmio Colorado. Em Miguelópolis as apresentações acontecerão nos dias 14 e 15 de dezembro no Centro Cultural, encerrando a turnê;
 
 
A adaptação da obra, um clássico de Antoinne de Saint Exupéry foi a oportunidade para a direção artística, educadores e equipe psicossocial da Usina da Dança promoverem junto aos alunos da Usina da Dança a discussão de temas fundamentais para a formação das crianças e adolescentes, como  bondade, amor, felicidade, respeito às diferenças e responsabilidade, entre outros. A construção do espetáculo foi realizada por meio de oficinas. 
 
 
Processo de Investigação, Concepção e Tradução.
Espetáculo Usina da Dança tem como objetivo promover a democratização e a ampliação do repertório cultural, a participação social e a formação de público, nos municípios de Orlândia, Guaíra Miguelópolis e Ipuã, através da investigação, concepção, tradução, adaptação, elaboração roteiro, produção, apresentação e circulação de espetáculos de dança inspirado nos Contos Literários.
 
A temática escolhida para o Espetáculo Usina da Dança 2018 nas quatro cidades de atuação (Orlândia, Guaíra, Ipuã e Miguelópolis) ocorreu por meio do processo de investigação a cerca de um tema refletido e conduzido mediante as vivências e demandas cotidianas trazidas pelos próprios alunos/bailarinos nos meses de junho e julho. Este processo despertou nos alunos o interesse para iniciar um processo de investigação trazido para realidade de cada, o que possibilitou a apropriação e o sentimento de pertencimento como parte fundamental desta criação. A pesquisa do tema veio de encontro com o desejo de se construir uma arte baseada nos conceitos e na moral disponível nos “Contos” literários, onde são capazes de transmitir conhecimento e valores culturais. No mês de agosto concluíram-se o processo de pesquisa investigativa sobre o tema através de atividades denominadas Ateliê de Descoberta, onde se apresentou o tema escolhido para 2018 “O Pequeno Príncipe”. Dinâmicas, pistas e objetos foram espalhados pelos locais onde as crianças fazem aula, e com a mediação dos professores, os alunos foram instigados através de perguntas, e verbalização do que estava representado no objeto encontrado, que sentimentos traziam e quais as sensações, revelando assim o tema definitivo. Posteriormente houve uma contação da história de forma narrativa para as crianças, até chegarem à representação corporal de tudo que estavam vivenciando. A conclusão do processo investigativo envolveu trabalhos integrados nas áreas da dança, música, literatura, musicalização e estudo referente aos possíveis temas.
 
 
Processo de Desenvolvimento.
A adaptação do tema é segunda etapa iniciada a partir do mês de agosto, por meio da passagem da linguagem escrita para a linguagem de interpretação corporal, buscando concretizar conteúdos para o desenvolvimento do Espetáculo. Nesta fase o contexto, a cultura e a capacidade motora dos alunos são os itens que norteiam a adaptação que observou as faixas etárias e a capacidade motora individual de cada aluno durante as aulas ministradas através de oficinas. As aulas envolveram aquecimento, estudo, experimentação da temática e criação baseada no tema desenvolvido. Depois de todas as atividades há um espaço para exporem a experiência, quais as dificuldades e descobertas que fizeram e o compartilhamento das criações tanto em grupo como individual, estimulando o papel de assistir dança e de dar opiniões sobre o que viram. E neste bimestre (agosto, setembro) ocorreu à montagem de um laboratório para montangem das coreografias para espetáculo que será baseado no “O Pequeno Príncipe”. As aulas também aconteceram através de jogos lúdicos e exercícios, com a utilização de materiais que estimulam o conhecimento sensorial e que introduzam a técnica das modalidades de  dança que permeiam o projeto como dança contemporânea,  dança  clássica e o jazz seguindo aspectos de Espaço, Tempo, Força, Corpo e Movimento. A montagem coreográfica abrange os sentidos dos movimentos com o tema específico de cada turma além do aprendizado da escuta e contagem da música escolhida para interpretação do personagem. Há um trabalho de memória cognitiva e o fazer técnico como aprimoramento dos movimentos.
 
 
Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: