Interior de SP lidera desenvolvimento de produção de biofertilizantes; Orlândia está na lista

O interior do estado paulista se apresenta como um verdadeiro celeiro de empresas que atuam na busca pelas alternativas para os fertilizantes no país. Os dados da Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) apontam que o estado reúne 51 dos 79 projetos apoiados pela entidade para desenvolvimento de biofertilizantes, seguido por Goiás e Paraná, com seis iniciativas em cada um deles. O recorte específico de São Paulo indica que o interior lidera essa produção, com 39 pesquisas na área. Ou seja, 75% dos projetos são liderados por empresas localizadas fora da capital, encontrando-se em um total de 22 cidades diferentes.

“Os consumidores estão mais exigentes, buscando consumir alimentos mais saudáveis, ao mesmo tempo em que o setor agrícola tem buscado soluções para uma produção mais sustentável. E o interior de São Paulo tem atuado fortemente para atender a essa demanda urgente da agroindústria”, destaca o presidente interino da Embrapii, Igor Nazareth.


-Espaço publicitário. Anuncie a sua empresa aqui.-


Piracicaba reúne o maior número de empresas responsáveis por biofertilizantes, com um total de 6 projetos. Em seguida, aparecem Campinas, Ribeirão Preto, Salto e São Carlos, todas com 4 iniciativas do tipo. Além disso, há pesquisas também em Americana, Barretos, Boituva, Cotia, Cravinhos, Dois Córregos, Itu, Jaboticabal, Jundiaí, Lençóis Paulista, Olímpia, Orlândia, Pindamonhangaba, Saltinho, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Vinhedo.


Confira a tabela:

Projetos de biofertilizantes apoiados pela EMBRAPII em SP

1 – São Paulo 12

2 – Piracicaba 6

3 – Campinas 4

4 – Ribeirão Preto 4

5 – Salto 4

6 – São Carlos 4

7 – Americana 1

8 – Barretos 1

9 – Boituva 1

10 – Cotia 1

11 – Cravinhos 1

12 -Dois Córregos 1

13 – Itu 1

14 – Jaboticabal 1

15 – Jundiaí 1

16 – Lençois Paulista 1

17 – Olimpia 1

18 – Orlandia 1

19 – Pindamonhangaba 1

20 – Saltinho 1

21 – São José do Rio Preto 1

22 – São José dos Campos 1

23 – Vinhedo 1

Fonte: EMBRAPII

Orçamento recorde

A Embrapii investiu um total de R$ 22 milhões em 18 projetos para desenvolvimento de biofertilizantes apenas no ano de 2022. O dado indica investimento recorde da entidade nessa área. Comparativamente ao ano de 2019, período anterior à pandemia do coronavírus, quando foram destinados R$ 18,6 milhões, com um crescimento de 22%.

Confira os números:

Ano

Número de Projetos

Investimento (R$)

2019

16 projetos

18,6 milhões

2020

13 projetos

9 milhões

2021

22 projetos

14 milhões

2022

18 projetos

22 milhões

Sobre a Embrapii

A Embrapii é uma organização social que atua em cooperação com instituições de pesquisa, públicas ou privadas, para atender ao setor empresarial, com o objetivo de fomentar inovação na indústria. Para isso, conecta pesquisa e empresas, e divide riscos, ao aportar recursos não reembolsáveis em projetos que levem à introdução de novos produtos e processos no mercado. Para ter acesso ao modelo, a empresa deve apresentar seu desafio tecnológico à Unidade com a competência técnica que se enquadra às necessidades de seu projeto. A Embrapii possui contrato de gestão com o Governo Federal, por meio dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação, da Educação, da Saúde e do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços.

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.