Kombi elétrica autônoma é testada nas ruas pela primeira vez

A VW Kombi elétrica nem mesmo chegou nas concessionárias da Europa e a fabricante alemã já tratou de introduzir configurações autônomas em uma unidade que está rodando em testes em Munique, na Alemanha.

-A matéria continua depois da publicidade-

A ID. Buzz foi apresentada na Europa em março deste ano, com início de pré-venda agendada para maio e chegada das primeiras unidades ao público em setembro. Ela tem boas chances de vir ao Brasil no futuro.

Por enquanto a montadora fez pequenas apresentações restritas do VW ID.3 e ID.4 no Brasil, veículos que fazem parte da mesma família da Kombi elétrica e que devem ser os primeiros carros elétricos da marca a chegar por aqui. Os valores destes modelos no Brasil, caso eles realmente desembarquem por aqui, ainda são desconhecidos.

Como funciona a Kombi elétrica autônoma?

O experimento da ID.Buzz autônoma está sendo desenvolvido pela VW em conjunto com a Argo Al, empresa especializada em automação veicular.  

Para contribuir com os testes, a VW contou com a presença de Herbert Diess, CEO da Volkswagen, sentado no banco traseiro da Kombi elétrica. Os testes ainda incluíram Alex Haag, diretor da Argo Al em Munique, e um piloto de testes para atuar somente em casos de eventual emergência.

Essa ID.Buzz consegue circular sem motorista graças aos diversos recursos que mapeiam o tráfego de veículos e o trajeto. Isso é possível com a ajuda dos módulos LIDAR, além de diversas câmeras e sensores colocados no utilitário.

A ID.Buzz que chegará em breve na Europa, esta com condução humana obrigatória, será oferecida como motor de 150 kW ou 204 cv e a tração é traseira. A velocidade máxima é limitada em 145 km/h e os números oficiais de autonomia devem ser divulgados em breve.

Além de versões para passageiros, a Kombi elétrica também será lançada para transporte de cargas, chamada de ID.Buzz Cargo. 

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.