Fechado há três anos, Teatro Municipal de Orlândia traz prejuízos culturais a sociedade

O Teatro Municipal “Maria José Bertrami Bordin”, de Orlândia (SP), se tornou mais um caso de prazos não cumpridos pelo Poder Público. O local que funcionava o cinema e já foi palco de grandes espetáculos de dança e teatro, stand-up e palestras, está fechado desde 2019 para obras de ampliação e reforma.

A previsão era para ser entregue à população no aniversário da cidade em 2020. Além da construção de uma nova sala que será utilizada como camarim, o local vai receber nova pintura, novos equipamentos de som e iluminação, ar condicionado, reforma dos bancos, adequação dos banheiros, dentre outras melhorias.

-A matéria continua depois da publicidade-


De acordo com a prefeitura, o investimento previsto é no valor de 596.997,98 (quinhentos e noventa e seis mil novecentos e noventa e sete reais e noventa e oito centavos).

RETOMADA DA OBRA

Uma nova licitação foi liberada junto à Caixa Federal, instituição responsável pelo convênio e disponibilidade dos recursos, visando a contratação de empresa especializada para retomada e término das obras.

O prefeito Dr. Sergio Bordin informou em fevereiro deste ano que Orlândia possui diversas obras paralisadas. “Nenhuma delas é por falta de recursos financeiros, mas todas por trâmites burocráticos, na grande maioria das vezes, empresas que iniciaram e abandonaram os serviços pela metade. Quando isso ocorre, a burocracia para punição da empresa que abandonou a obra, a contratação de uma nova empresa e a tão esperada retomada leva meses ou anos.

Bancos do Teatro Municipal fora retirados do local para reforma e estão guardados no Centro de Lazer da Vilinha.
Bancos do Teatro Municipal fora retirados do local para reforma e estão guardados no Centro de Lazer da Vilinha.

Interior do Teatro Municipal de Orlândia. Foto Arquivo.

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.